04 setembro 2017

O Romance dos Espíritos - Pedro Domenech

Título: O Romance dos Espíritos
Titulo Original: O Romance dos Espíritos
Autor: Pedro Domenech
Editora: Planeta
Número de Paginas: 240
Exemplar cedido pela Editora para Resenha

Sinopse: 

Poucas coisas se comparam ao sofrimento da perda de um amor. A francesa Amélie-Gabrielle Boudet, como tantas outras mulheres, de tantas outras épocas, precisa reaprender a viver depois da morte do marido, amigo e amante de uma vida inteira.

Mas uma certeza lhe dá conforto: ela sabe que aquela é apenas uma passagem, e que o espírito do homem que ela tanto ama ainda tem uma longa jornada a seguir. Seu marido era Allan Kardec. Em uma sessão espírita conduzida por uma médium famosa, Amélie consegue se comunicar com o espírito de Kardec, sugerindo a ele que relembre a trajetória dos dois. 

Além da vida em comum com a mulher, o espírito passa a recontar as experiências que o levaram a ficar conhecido como o codificador do espiritismo, desde o tempo em que era estudante no instituto Pestalozzi, no castelo de Yverdon, Suíça, até o momento de seu retorno ao plano espiritual. Embora seja uma ficção, O romance dos espíritos oferece um retrato fiel da vida de Allan Kardec, a partir de ampla pesquisa, abordando os episódios mais marcantes de sua jornada na Terra.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~
O que falar desse livro, é até um pouco difícil de explicar. Quando eu solicitei esse livro não imaginava o que estaria dentro, mesmo sabendo que se trata de um romance espírita, eu nunca imaginaria que o seu conteúdo fosse tão rico e fascinante.

O Romance dos Espíritos é um livro de ficção como se diz na capa, porém a riqueza de seus detalhes deixam a leitura tão real que é como se estivéssemos lá vivenciando tudo o que aconteceu, e descobríssemos tudo sobre o início da Doutrina Espírita.

O livro já começa com um prologo pra lá de instigante relatando uma passagem sobre uma das sessões em que Allan Kardec conversa com o seu mentor

- Antes de partir, peço que me esclareça uma dúvida que trago comigo desde que o conheci. - diz, com pressa que o fim da existência impõe.
- Diga, meu amigo.
- Você é Cristo?
- Todas as suas dúvidas serão dissipadas. Agora vai, Allan Kardec, e termine o que tem a fazer no mundo terreno.
- página 6 -
Nele acompanhamos toda a trajetória de Rivaill Hippolyte, um jovem que saiu de Lyon e foi para Yverdon estudar no famoso instituto Pestalozzi, onde lá ele iria começar a "abrir a sua mente" para um novo método de aprendizado, aquele em que se trabalha não apenas o raciocínio, mas também o físico e o espiritual. A jornada do jovem Rivaill no instituto é de grande valia e deixa-o ainda mais faminto por descobrir o que o mundo tem a lhe oferecer em seus conhecimentos tão diversos. 

Aos dezoito, ao terminar o curso de Letras, retorna a sua casa, porém assim como muitos começa a sentir aquela impaciência de que deveria estar fazendo algo em outros lugares, o que teve total apoio do seu pai que lhe ajudou no que viria a futuramente ser a criação do Instituto Técnico Rivail, onde iria colocar em prática tudo o que aprendeu com o seu querido mestre Pestalozzi. Sendo assim partiu para a França, onde realizou esse sonho e com o aumento de seu destaque no mundo acadêmico, passou a frequentar encontros nas casa de intelectuais e num desses encontros conheceu aquela que seria sua única e amada companheira, Amelia Boudet.

Mas com o passar do tempo um grande golpe acomete os Hippolytes e o Instituto fecha suas portas, porém acontecimentos sem explicação cientifica começam a surgir e é assim que o jovem Rivail passa a ser conhecido com Allan Kardec.

O livro "O Romance dos Espíritos" é um livro lindo e cheio de trechos preciosos e esclarecedores, o que eu confesso que me fascinou bastante, pois sei que muitos tem medo só de falar em espíritos, e aqui esse tema é falando e explicado de forma clara e simples que nos deixa ainda mais curiosos sobre esse tema.

Por ser um livro que foi baseado na vida de alguém, possui uma escrita mais detalhada aos fatos, até porque o livro é quase todo feito como uma narrativa dos fatos que aconteceram na épocas, fatos esses narrados através de uma carta como um relato rico e detalhista do que ocorreu. Assim como explica como começou a Doutrina Espírita e seus percalços para chegar ao que é hoje, e devo dizer que nem tudo foram flores, mas que valeu a pena tanto sacrifício.

- Meu espírito familiar, se me escuta, me diga quem é.
...
- Eu sou a Verdade, Hippolyte Rivail.
Foi a primeira vez que tomei conhecimento de tal espírito, que, segundo as palavras que me dirigiu, seguia e acompanhava o meu trabalho. Alertou-me para as adversidades que estavam por vir, ao mesmo tempo tranquilizando-me com a garantia de que estaria sempre ao meu lado, ajudando-me em meu caminho.
- página 106 -   

 Um livro lindo e cheio de mensagens que encanta o leitor com a trajetória da vida desse homem e de sua esposa que em todos os momentos estavam juntos e unidos em prol de um bem maior. Um livro que esclarece e nos deixa ainda mais animados por descobrir que a morte não é o fim de tudo, e sim um retorno ao lar. Recomendo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem vindo!
Comente, opine, se expresse! Este espaço é seu!

Se quiser fazer contato por email, utilize o Formulário de Contato

Espero que tenha gostado do blog e que volte sempre! =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Dicas de Livros - 2017. Todos os direitos reservados.
Layout feito por: Rafaela Regis.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo