22 novembro 2017

Prazer em Julgamento - Nina Müller

Título: Prazer em Julgamento
Autor: Nina Müller
Editora: Essência
Número de Paginas: 224
Exemplar cedido pela Editora para Resenha


Sinopse: 

Lívia é uma psicóloga dedicada e tenente da aeronáutica. Vítima de um relacionamento abusivo no fim da adolescência, ela não se sente capaz de se relacionar de maneira saudável com outra pessoa. 

No entanto, um de seus primeiros pacientes é seu colega de farda Rodrigo Guerra, um piloto suspenso pelo comandante da base por arriscar sua vida e o equipamento com manobras ousadas demais no ar. 

Agora, ela não consegue evitar a eletricidade que percorre seu corpo toda vez que encontra Rodrigo, e o resultado dessa complexa relação entre terapeuta e paciente é imprevisível.


Prazer em Julgamento, primeiro livro físico da escritora Nina Müller, fala da redescoberta da sexualidade e do prazer de uma mulher abalada pelos traumas do passado.
~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~~

Prazer em Julgamento da autora Nina Müller, lançado pela Editora Planeta no selo Essência, é o terceiro volume da série Sentença e nele nós conhecemos a Lívia e o Rodrigo.

Lívia Venturini é uma psicologa da aeronaútica, que gosta muito do seu trabalho, é independente, tem sua vida do jeito que ela quer e deseja, hoje, pois no passado Lívia sofreu bastante devido a um relacionamento abusivo ao qual a marcou profundamente, também pudera foram quatro anos de pesadelo, o qual ela nunca contou para ninguém e desde esse evento se mantém longe dos homens, até que um Guerra entre em sua vida!

Rodrigo Guerra, um piloto de caça da aeronaútica é um homem que corre atrás do que quer e não deixa que ninguém lhe tire da sua rota, sendo assim sua frustração para fazer analise coma  psicologa do batalhão é uma tortura e perda de tempo, até que ele encontra pessoalmente a doutora!

Prazer em Julgamento é um livro daqueles que você lê numa sentada só, não apenas por ser curto, mas porque tudo na história acontece rápido demais, e sim isso foi um dos motivos para eu não ter apreciado tanto o livro.

O prólogo do livro já começa retratando uma cena da Lívia sofrendo na mão do namorado, e desde ai eu já pensei ou eu vou gostar muito ou não, porque livros assim ou tem uma protagonista fraca e sem vontades ou tem uma protagonista forte e decidida a dar a volta por cima e viver sua vida como bem entende, e tudo isso é claro depende da forma em como a autora vai levar esse assunto tão delicado a diante.

Devo dizer que ela não começou muito bem, porque foi só a Lívia encontrar o Rodrigo que parece que o medo dela dos homens ficou bem amenizado, e esse foi um dos pontos que eu não gostei. O outro foi o Rodrigo, mesmo ele sendo o protagonista, essa papel de ser o "rebelde" do batalhão, desobedecendo ordens e indo descontar em quem não tem culpa não me desceu bem, e ainda por cima ser todo machão para cima da Lívia só porque achou ela bonita e quer levar ela para a cama não me convenceu não, o que eu achei desnecessário e exagerado.

Por incrível que pareça esse foi um dos livros que eu gostei mais dos secundários do que dos principais, sim os secundários são uns fofos! E devo dizer que eu quero sim ler o livro do Nuno, que é piloto de corrida, rsrs.

Mas voltando aos mocinhos eu achei que eles não combinavam muito e mesmo com o passado da Lívia, que da forma que foi passado foi humilhante e degradante e que ela não queria mais saber de homem nenhum, em uma semana praticamente tudo muda!  

E é como se ela tivesse apagado tudo o que ela já passou, porém nem tudo fica bem pois o seu algoz volta e tudo volta com força total para cima dela e depois de um evento traumático é que ela conta para os pais tudo e vai fazer terapia, o que não deixa de ser engraçado visto que ela é uma psicologa, porém o mais fácil ainda foi que logo na primeira sessão ela já conseguiu colocar tudo para fora e resolver sua vida! #comoassim

Prazer em Julgamento foi um livro que eu não sei se leria novamente, pois achei tudo muito rápido e fácil, você deve estar querendo saber se eu gostaria de mais drama ou sofrimento? Não é bem assim, mas eu não sei vocês, mas se uma pessoa te destrata você pensando e repensando naquilo até compreender e mesmo assim fica com o pé atrás para algumas coisa, né! Sim eu fiquei frustrada porque tudo ficou muito raso e corrido e no fim deu tudo certo. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem vindo!
Comente, opine, se expresse! Este espaço é seu!

Se quiser fazer contato por email, utilize o Formulário de Contato

Espero que tenha gostado do blog e que volte sempre! =)

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...
© Dicas de Livros - 2017. Todos os direitos reservados.
Layout feito por: Rafaela Regis.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo